sexta-feira, 17 de abril de 2009

A CULTURA PERIFÉRICA GANHA VOZ, OU MELHOR, ESCRITA!


Quem disse que as favelas e periferias do nosso país não tem voz?. Tem voz sim senhor. E digo mais, tem também escrita. Tem também gente preocupada em valorizar as culturas do gueto, que além da música (rap, samba, forró, etc..), também tem grande força na literatura, poesia, cinema, teatro, dança e muito mais.

E é isso que vem fazendo Sérgio Vaz, Ferréz, Alessandro Buzo e muitos outros. Essa rapaziada além de sua contribuição na literatura, valorizando as raízes do subúrbio, estão agora com uma edição impressa em jornal mensalmente e gratuita, além de um site que divulga os caminhos dessa literatura periférica e diversos agitos culturais de várias quebradas com o BOLETIM DO KAOS.


Acessem os blogs dessa rapaziada, vale a pena, eu garanto.








http://www.buzo.com.br/ (Alessandro Buzo)



Nenhum comentário: